quarta-feira, 10 de abril de 2013

Da falta de tempo... e não só!

Desde que o Martim nasceu sinto que o tempo não pára!

Por vezes não consigo nem fazer metade do que tenho planeado, a casa está sempre uma desordem e quando consigo arrumar alguma divisão passado 5 minutos parece que passou por lá um furacão! Simplesmente não consigo e fico triste com isso... por vezes sinto-me uma completa falhada e penso que gostava de ser como tantas outras mamãs que além de cuidarem tão bem dos filhotes (sim porque há pessoas que mesmo com mais do que um filho conseguem ser organizadas!) têm a casa sempre super arrumada e limpa.

Será que passo tempo de mais com o meu filho?! Para ser sincera penso que todo o tempo do mundo não seria o suficiente e quando o deixo a brincar sozinho na sala (o que tantas vezes acontece) para ir arrumar a cozinha ou outra coisa qualquer, lá fico eu cheia de remorsos... ele está em constante crescimento e sinto que é agora que ele mais precisa de mim. Por vezes ainda penso que se lixe a desarrumação, mas mal alguém transpõe a nossa porta para nos vir visitar já fico toda mal e envergonhada por a casa estar do jeito que está.

Sinceramente não sei como fazer. Deito-me todos os dias super tarde, ando exausta e mesmo assim sinto que não consigo dar conta do recado! Alguem conhece algum truque? Será que à medida que crescem e ficam mais independentes conseguimos ser mais organizadas? Ou a tendência é ser cada vez pior?

Se houver por aí mais alguem com o mesmo problema, acuse-se! Estou a precisar de saber que existem por aí mais mães desesperadas como eu!

4 comentários:

S. disse...

Está aqui uma. Sinto a mesma coisa, tenho sempre a casa num alvoroço. Se alguém souber de truques engraçados para gerir o tempo e as lides da casa, ficava mesmo agradecida!

saborescomhistoria disse...

Olá Tânia, há muito tempo que não davas notícias e fico contente por saber que esta nova fase está a deliciar-te com as maravilhas da maternidade. Infelizmente a desorganização ainda vai continuar por algum tempo. Como sabes por aqui há crianças a dobrar e até aos 3 anos a casa era toda delas, a sala era um parque infantil e até os penicos fizeram parte da decoração. Ainda assim havia pequenos truques que me ajudavam a tentar manter a organização, isto nunca esquecendo que afinal temos crianças. Cestos, compra cestos, caixas de arrumação. São as nossas melhores amigas. No final do dia usa 10m e coloca lá dentro tudo o que encontrares espalhado, os brinquedos. Coloca cestos pela casa em pontos estratégicos, incluindo quartos, hall, cozinha e wc. Pega num cesto e recolhe a roupa. Noutro brinquedos, noutro coisas soltas. Depois logo te preocupas em os colocar de volta no sítio deles. Não haver nada espalhado, por si só, já ajuda e diminui a probabilidade de alguém de magoar nos pés ou cair. Cá por casa como andamos sempre descalços, incluindo as visitas, bastava um brinquedo para magoar seriamente um pé. E, ainda que hoje a sala já seja a sala, ainda vêm cá parar bonecos, ganchos, malas e afins. No final do dia pego num cesto e recolho tudo e coloco no lugar. Quando por exemplo vou a uma divisão e sei que há algo espalhado que eu possa arrumar levo logo comigo. Mas isto sou eu, espero que te dê ideias. Mas até lá aproveita bem esta fase, e claro, não te esqueças de ti ;) beijinhos

Tânia disse...

Olá Tany, á muito que não te lia :)
Ora não stresses e não te preocupes no fundo todas passamos pelo mesmo, o primeiro filho e o primeiro ano dele são muito complicados para a mãe por muito que o tenha desejado. Afinal tudo para a mãe também é novo mas com o tempo a gestão vai ficando mais fácil. olha eu´já estou a fazer 8 horas de trabalho (a kika já fez 1 aninho) e olha que mesmo assim á dia em que me apetece fugir de casa e fechar a porta porque também não a consigo manter sempre arrumadissíma como antes ainda por cima é pequenina não há espaço para nada é tudo por todo o lado. Ah e agora que já anda por toda a casa (mesmo que na aranha)ajuda a mãe a desarrumar. Mas um dia há-de passar esta fase chata e vir outra. bjinho e vai com calma

Susana disse...

Olá Tany, que bom voltar a ler-te !
Quanto à desarrumação pois... ela vai durar por mais uns tempos, quando eles começam a gatinhas, andar e correr a velocidade de desarrumação aumenta. Mas segue o conselho da saborescomhistória, eu cá também faço isso mas o meu filho agora com 18 meses ajuda nas tarefas, tenho uma cesta para os livros que ele mais lê e no fim da desarrumação digo-lhe para arrumar e acho que é das coisas que mais faz com gosto. MAs às vezes tenho pressa para arrumar e vai tudo dentro dos cestos de verga ou baldes de brinquedos. Acho que apenas existem casas perfeitas quando existem empregadas a fazê-lo por nós mães. Eu sou mãe a tempo inteiro desde que o meu G nasceu e não é fácil manter a casa organizada, roupa passada, arrumada, tenho que estipular ordem e prioridade nas tarefas domésticas mas é mesmo muito difícil. Moro no campo, temos animais, árvores, flores e o tempo não estica, nunca posso ter tudo arrumado, vou por partes porque de outra forma não dá. Em relação a outro post teu, os dentinhos chegarão, ao meu filho apenas aos 13 meses os 2 primeiros e babava-se desde os 4 meses e mostrava alguma aflição. Agora apenas tem 7 dentes, primeiro romperam 2 e depois sempre um por mês, nos primeiros meses foi mais difícil, ele não fazia febres mas chorava muito de noite, dormia muito mal, mas nos ultimos que romperam já foi melhorando.
Beijinhos ;o)