sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Passados quase 6 meses...

...nunca pensei que ainda me custasse tanto quando alguém, todo contente por não me ver há algum tempo, me pergunta como estão os bebés!


E na altura a única coisa que me sai da boca é pura e simplesmente: Não estão!


E a pessoa fica sem saber o que dizer, apenas me pede desculpa e fica com aquele ar de culpada...


Parece-me que esta será uma dor eterna, que em vez de diminuir aumenta a cada dia que passa, tal como a saudade que ficou daquelas duas meninas que nem chegámos a conhecer verdadeiramente!

7 comentários:

entrefraldasepanelas disse...

E já passaram 6 meses... nem parece. Digam o que disserem eram as tuas filhas. Vamos lá arrebitar, acabo de ler o post do peso perdido :) e do campismo. Um passo de cada vez e muitos mimos, sim que eu acredito que até ao final do ano temos boas novas :) Beijinho e bom fim-de-semana

Tany disse...

Obrigada pelo ânimo... sabe sempre bem ;)

Lice disse...

O tempo não cura a dor, mas ajuda a suportá-la! Eram as tuas meninas, e ficarão na tua memória para sempre! A pouco e pouco a dor custará menos a suportar e tu alcançarás a felicidade que mereces!
Beijo grande

Pipoquinha disse...

Sim,a dor em vez de diminuir, aumenta. E,como uma cicatriz, fica marcada para sempre. E quando engravidares e tiveres que falar no assunto, vais sentir sempre um aperto no coração!

Depois a dor transforma-se em saudade...

Vao ser sempre as vossas meninas :)

Há dias piores, não é? Amanhã já é outro dia! :)

Su disse...

A dor pode até ficar meia adormecida, mas nunca morre... mesmo nunca teres visto os bebés, eram teus e estão a olhar por ti... lá no céu.

Dina disse...

Nem quero imaginar a tua dor. Infelizmente as pessoas não fazem por mal. Acredito que nada vai atenuar esta dor, mas acredito que a felicidade futura te vai aliviar a dor.

Célita e Filipe disse...

... gosto muito de ti...