terça-feira, 30 de novembro de 2010

E já lá vão 2!

E de certeza que não vai ficar por aqui...

Sempre soube que quando voltasse a engravidar iria pensar em coisas que nunca tinha imaginado sequer na primeira vez... iria viver com medo e sempre na esperança de que tudo corra apenas bem!

E é isso mesmo que está a acontecer. Cada dia que passa normalmente é para mim uma verdadeira vitória. E pelo meio lá vão aparecendo uns sustos para me inquietar!

Susto #1 - no Domingo andava descansadinha a passear com o meu irmão, minha cunhada e meu marido, quando de repente senti uma espécie de corrimento. A primeira coisa que me veio à cabeça foi "estou a perder sangue!", assim do nada e sem eu o conseguir evitar foi esse o pensamento que me invadiu. Fui à casa-de-banho mais próxima e fiquei super aliviada quando vi que era mesmo só corrimento (a enfermeira bem me tinha avisado que era normal durante a gravidez este aumentar um pouco).

Susto #2 - na madrugada de 2ª-feira, por volta das 6h da manhã, comecei a ter muitas dores de barriga, as quais desciam até bem lá abaixo, doendo-me tudo por dentro. Depois de ter passado o Domingo todo cheia de medo que algo acontecesse, entrei quase em pânico com estas dores. Fui à casa-de-banho aliviar a bexiga, mas nem isso ajudou, até porque quase não conseguir fazer nada... falei com o meu marido (que já estava acordado e preocupadíssimo) o qual se vestiu de imediato para me levar ao Hospital, enquanto eu voltei mais um pouquinho para a casa-de-banho. De repente notei que afinal aquilo eram gases, pois passou logo a dor... deviam de me estar mesmo a apertar tudo lá por dentro, pelas dores que causaram!

E infelizmente tem sido assim... junto com a alegria e a felicidade vai aparecendo o medo, a angústia e a incerteza se estará tudo bem ou não!

E a única coisa que eu queria era já ter passado a barreira das 12 semanas para poder ficar um pouco mais tranquila!

9 comentários:

Pipa disse...

Uma vez li que as preocupações de mãe começam logo na gravidez!
E é bem verdade!
Mas acima de tudo tem calma e fé!
Quando engravidei do Miguel tive perdas às 6/7 semanas, andei cerca de 1 semana assim.
Não era nada de maior, apenas o papel saía ensanguentado, num tom acastanhado...
Fui ao Hospital, fizeram-me uma eco e não viram nada! Nem o sangue, apenas o bébé (foi quando o vi pela 1ª vez).
Aconselharam repouso. Estive de baixa 15 dias!
A partir daí, correu tudo bem.

Rit♥Catita disse...

Quando um filho é mesmo muito desejado, é normal termos esse medo de o perder.
Nunca comentei no meu blogue mas também tive muito medo nos primeiros meses. Sempre que sentia o tal corrimento, lá ia eu a correr para a casa de banho. Tinha sonhos muito estranhos, aliás para mim eram pesadelos.
Considerava cada dia como uma vitória e continuo a considerar. Vivo um dia de cada vez à espera que finalmente o dia de o ter nos meus braços, são e salvo, chegue depressa.
Amiga, estamos aqui para nos apoiarmos umas às outras e é através desta partilha que às vezes o nosso coraçãozinho de futura mãe consegue descansar.

Ana Maldivas disse...

Como te compreendo amiga! Ando sempre assim. Mesmo a eco da semana passada só deu para descontrair uns dias... Semana nova, medos novos. Temos de ter muita fé e pensar positivo, isso só vai contribuir para que as coisas corram melhor!

*Sereia Matilde* disse...

Eu senti o mesmo! e pensava nunca mais passa as 12 semanas! mas depois das 12 semanas continua a incerteza se estara mesmo tudo bem, entre uma consulta e outra! Acho que devem ser sentimentos normais!
Vai correr tudo bem vais ver!

bjs*

Mami ( Sónia ) disse...

É normal sentirmos esses medos.Eu estou na segunda gravidez mas quando sinto alguma dor estranha também fico aflita e assustada. Mas são coisas normais, afinal o nosso corpo esta a mudar, a pele estica e os órgãos ficam com menos espaço por causa das nossas estrelinhas!
Relaxa e desfruta da gravidez ao máximo que vai correr tudo bem!
Beijo grande

Bichinha disse...

Eu tive essas mesmas dores e ainda não sabia que estava grávida. Vim mais tarde a saber que as ditas cujas são normais e não são mais do que o reflexo do embrião a agarrar-se ao nosso útero. O susto nr 2 acabou por incluir o nr3. Pelas 5.30 da manhã sozinha em casa vou à casa de banho e vejo sangue, bem... nem digo como me senti, foi nesse momento que soube que seria incapaz de não ficar com o meu bébé. Em desespero e sozinha meto-me no carro e lá vou eu para o hospital, por fim sou chmada a fazer uma eco e a pergunta dos médicos foi"fez algum tratamento?" e eu respondi que não estava a perceber. Resposta pronta dos médicos: "é que são 2" dois???? tinha apenas 5 semanas e já lá estavam bem à vista... hoje são os meus tesouros por isso relaxar é essencial e tive que repousar é claro e muito, tanto que engordei 23kg! Bem já me alonguei, bj grande e tudo vai correr bem

Bichinha disse...

Sei bem que são essas dores e esses sustos. Tive essas dores ainda não sabia que estava grávida e mais tarde aprendi que é o embrião a agarrar-se ao útero. O meu susto nr2 incluiu o nr3. Estava sozinha em casa e tinha feito o teste num domingo e era 3ª... fui à casa de banho e vi sangue. Nesse momento soube que seria incapaz de não ficar com o meu bébé. Completamente desolada pois já esperava o pior lá me meti no carro e fui para o hospital. Quando me chamaram e me fizeram a eco a pergunta foi "fez algum tratamento?" e eu respondi "desculpe não estou a perceber" a resposta delas foi o meu susto nr3, "é que são dois" dois???? e assim descobri que estava grávida de 5 semanas e das minhas duas terroristas que com tão pouco tempo já se mostravam à grande :) depois foi muito repouso e claro tanto que engordei 23kg mas valeu a pena :) sou feliz e mesmo com 77kg e 1,60m estava nas nuvens. bjinho grande

PussinBoots disse...

Tens que ter calma, um dia de cada vez, confia que vai correr tudo bem *

Dina disse...

É normal sentires-te assim. Mas tens que relaxar ao máximo, porque esta ansiedade não é saudável. Pensamento positivo!