terça-feira, 15 de março de 2011

E hoje acordei assim...

Com uma tristeza enorme a invadir o meu coração...

Acordei bem, mas de repente a minha cabeça começou a pensar como teria sido se...

Se eu tivesse ido ao hospital quando comecei a ter muitas dores de costas!

Se eu tivesse pedido outra eco à Dra quando lá fui mostrar a das 12 semanas (pois afinal já havia algo que não estava tão bem assim)!

Se eu tivesse ido fazer uma eco por minha conta quando comecei a ter macaquinhos na cabeça!

Se... tudo tivesse sido diferente!

Será que teria conseguido salvar os meus bebés?

Será que hoje, em vez de ir sozinha à consulta, iríamos os três como tinha sido até aqui?

Tanta coisa podia ter sido diferente... e é por isso que fico assim:

Triste e sem rumo!

21 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

Oh querida como me custa saber que estás assim.
Eu sei que a fase dos e se.. é normal quando algo como isto acontece. Mas não te martirizes minha querida, não tiveste culpa de nada. Ninguem podia saber.
Sei que falar é fácil e que nunca estive no teu lugar, mas doí-me saber que estás a sofrer tanto, gostava de ter o poder de aliviar esse sofrimento todo.
Apoia-te na tua familia e amigos para ultrapassar isto.
Beijo grande grande e um abraço enorme

Garfieldzita disse...

Lamento tanto mas tanto a tua perda...

Espero que consigas levantar essa tua cabecinha bem rápido e que quando possível venhas festejar connosco o facto de teres uma luzinha dentro de ti.

Pouco ou nada te poderei dizer, mas tens a minha palavra amiga.

Beijinhos

Ana Maldivas disse...

Minha querida, não posso deixar de ficar tocada com as tuas palavras. Tens todo o direito do mundo de te sentir assim... mas a minha médica disse-me uma coisa que me sssegou quando tive o aborto: "não foi nada que tivesse feito, nem havia nada a fazer que o pudesse evitar". Temos apenas que aceitar que há coisas na vida que estão para lá da nossa capacidade de controlar, evitar... e nunca nos podemos sentir culpadas ou remoer por causa disso.
tens de ganhar essa paz interior, minha querida. Deve ser essa a tua preocupação prioritária... Um grande beijinho e muita força neste momento tão triste

Pipa disse...

Só o tempo vai acalmar a tua dor e colocar-te de novo no rumo certo...
Chora à vontade, faz o teu luto... é mais que normal!
Se te sentires melhor, coloca essas questões ao médico, vais ver que ele te vai entender...
Um beijo e um abraço apertadinho.

Sandra Isabel Mota disse...

Olá Tânia!
Aqui está esta chata outra vez...LOl.Eu sei que não é fácil, acredita!
Mas mais não te posso dizer do que "não penses assim, não tiveste culpa, talvez nada fosse diferente se fosses fazer outra eco"...
Eu sei que são muitos "ses" quando algo não corre bem, eu sei que ficamos com mil macaquinhos cá dentro a berrar no silêncio da nossa cabeça, eu sei que parece que ninguém nos entende...Por isso há os silêncios de quem nos acompanha, à distância ou não; por isso há as lágrimas que nos ajudam a libertar a dor que vai cá dentro; por isso há o amor de quem nos ama...à distância de um abraço!
Confia nessas pessoas que te amam, chora quando der vontade e desabafa...quando puderes!
Muita paz, é o que eu te desejo!
P.S. my email, se quiseres e quando quiseres: sandrageo22@gmail.com

3 B's disse...

Eu nem quero imaginar a mágoa que vai nesse coração... mas tenta não te martirizar com todos os "se". Acredito que não vá ser fácil gerir o que estás a passar... depois de uma luta vinha a felicidade a dobrar... não desistas, não desistas por ti, por eles... eu acredito que estejam onde estiverem vão estar a torcer para ver a mãe feliz e querem que a mãe acredite de novo na vida. Não devem haver palavras que consolem... e eu nunca vou conseguir saber o que sentes mas estarei sempre por aqui para uma palavra amiga. Afeiçoei-me à tua história e vou continuar a acompanhar-te pois acredito que vais conquistar o teu sonho. Um grande beijinho

Lia disse...

Deve ser tao dificil!!

Mas os "se" nao ajudam. So aumentam a angustia e o sofrimento. E o sentimento de possivel culpa é destrutivo.
Nao sei se pensas assim mas temos as vezes de acreditar que a vida. o destino ou Deus (o que seja) nao quis é porque seria o melhor. Agora é dificil de compreender e aceitar mas talvez mais tarde. Quando tiveres um bebe no colo vais achar isso.
Qualquer coisa conta comigo, estou no blog ao lado!
Um beijo muito grande

Letícia disse...

Ai querida, sinto tanto...
Continuo rezando muito aqui para que seu coraçãozinho encontre conforto.

Não some não, tá? Vem aqui, desabafa, reclame...Mas não some.

beijos, fica com Deus

Sara disse...

Minha querida,
Se há que atribuir culpas, não é a ti com certeza. Quem fala contigo, quem te lê e acompanha sabe que é assim.

Infelizmente, esta é uma dor que se instala mesmo fundo. Não tenhas medo de chorar esta perda, pelo que é: uma grande perda. Mas hás-de sorrir de novo, e a seu tempo, ficas mais forte.
Nem te digo: não estejas triste. Mas digo-te: não tenhas medo.
Acredito muito que vais ser uma grande mãe. Já o és.
Beijinhos

caoaoao disse...

Minha querida, custa-me que estejas assim, nessa angústia.Infelizmente para tudo é preciso sorte e há momentos da nossa vida onde a sorte não está do nosso lado.E temos que aprender a viver com o que a vida nos reserva, uns dias são mais fáceis do que outros.Só não guardes o que sentes para ti, partilha, deita cá para fora e mesmo carregando essa dor não desista do teu/vosso sonho.Um grande beijinho

A tua mamã! disse...

Oh minha linda!!!
Não posso dizer que sei o que estás a sentir mas sendo mãe sei que esse é o meu maior pesadela, sei que depois de amar tanto jamais saberia viver sem este amor!
Estou imensamente triste por ti mas a vida é feita de luta e não pods baixar nunca os braços e deixar de lutar pelo teu maior sonho, lembra-te que agora tens 2 estrelinhas que iluminaram para sempre o teu caminho!!!
Força minha linda tenho a certeza que vai conseguir.
Beijinho cheio de carinho!!!

Dina disse...

Não te podes culpar por nada. Não podes pensar nos «se», porque só te fazem sofrer, em nada podes alterar o rumo da vida. Tens que ter força. Um abraço forte para ti!

pipocas disse...

Amiguinha, não te martirizes tanto... tu não tens culpa de nada... as coisas acontecem sem haver uma explicação. Recorda-te, Deus escreve por linhas tortas... Tem fé e tudo vai ficar bem :) Força aí..
Beijocas
C.

Pipoquinha disse...

Como tu pópria disseste "não podemos mudar o que já está escrito..."
Os ses passam pela nossa cabeça porque a culpa também lá está!
Não sei ao certo o que aconteceu mas de certeza que não havia nada que pudesses fazer...
Agora desabafa tudo, chora, grita e esperneia...para conseguires seguir em frente!
Vai sempre doer e a saudade corta-nos a alma...por mais tempo que passe...
Por favor, não guardes nada para ti...vai à artemis, que te apoiam no que precisares!
Muita força e coragem para ti...estamos aqui para tudo!

Lice disse...

Costuma-me imenso sentir-te assim, sei que por muitas palavras que possa escrever em nada vai mudar a tua dor... Sei que por muito que te diga que não podes pensar assim, nada vai impedir que não continues a colocar hipóteses. Ainda hoje me pergunto se o problema da Laura terá sido por algo que tenha feito, a situação é completamente diferente e infelizmente a tua dor é bem maior, mas tens de continuar a lutar, vais ter dias menos bons, mas para esses dias tens imensas pessoas que se preocupam contigo e estão aqui para te apoiar. Um beijo enorme para ti

Eduarda disse...

Tania,
A pior coisa que se ode fazer é começar com os se...infelizmente fazemos isso a dada altura mas é um grande erro.Fizeste o melhor que sabias e pudias,não te culpabilizes em nada,aqui não há culpados.

Um grande abraço amiga e muita coragem para seguir em frente.

Eduarda

Su disse...

Não acompanho alguns blogs que gosto tanto quanto gostaria, por falta de tempo...
Fiqui com o coração tão pequenino por sentir que estás a passar por tamanha provação. Fico muito triste por não saber o que dizer... Deixo-te um abraço sincero e desejo que os teus dias ganhem novo brilho muito brevemente. Imagino que seja dificílimo... um beijinho enorme aos dois.

disse...

A única coisa que vou fazer, é pedir a Deus confortar o seu coração e te dar forças para seguir com fé sempre...

Beijinhos

Marisa e Steven disse...

Oh linda, nem me queria acreditar quando li o teu post...Fiquei super triste com esta noticia... ninguém merece sofrer assim tanto, sobretudo tu!
Não sei imaginar o quanto deves estar a sofrer esta perda, mas só te sei dizer: Coragem, amiga! Força!

Beijocas e estarei aqui para o que precisares!

Maria disse...

Minha querida, esses "ses" vão estar lá sempre, uns dias mais e outros menos, mas não te percas neles, não te culpes, não acrescentes dor à tua dor.
Sei que não é fácil passar por tudo o que está a passar :(. Chora, desabafa, faz o teu luto. Não guardes para ti...
Um beijinho grande e um abraço apertadinho. Muita força!!

Filipa disse...

Olá!!
Leio o teu blog já há algum tempo...e apesar de fazê-lo em "silêncio" estava muito, muito feliz com a tua gravidez por saber que era muito desejada.
Agora, obviamente, que estou solidária contigo nesta dor. Nesta perda. Neste sofrimento.
Um grande beijinho de força e coragem...