sábado, 22 de junho de 2013

Da festa de Domingo

Foi simplesmente linda.

Consegui que tudo ficasse como eu tinha imaginado (mesmo que significasse sacrifício, afinal dormimos apenas 2 horinhas!).

No Domingo de manhã ainda ficámos na dúvida se deveríamos mudar as mesas todas para dentro de casa, mas deixámos para ver como estaria o tempo depois da missa e é certo que esteve a nosso favor e só choveu à noite.

A missa correu lindamente. O Martim dormiu a primeira parte e só acordou com o padre a esfregar-lhe o peito. Depois fez cara feia com a água na cabeça, mas nem chorou e ainda achou imensa piada em ter o paninho branco em cima da cabeça, olhando de um lado para o outro.

O comes e bebes também correram bem. Ninguém ficou com fome e estava tudo óptimo.

O mais engraçado mesmo foi o corte do bolo. Cantámos os parabéns e o pequeno Martim estava cheio de vergonha (não tivesse ele acordado 5 minutos antes!). Depois de apagarmos a velinha deixámo-lo sentir a textura do bolo e o papá lembrou-se de lhe querer enfiar a cara no mesmo (o que vale é que a cobertura era de pasta de açúcar, o que evitou danos maiores!). Ainda tentou umas 3 vezes, mas sem sucesso. O Martim é que adorou e fartou-se de rir. A primeira fatia serviu para ele conhecer texturas novas e quando o papá lhe partiu um pedaço e pediu para por na boca dele, ele simplesmente pegou nele e comeu-o! Foi uma risota. É claro que ele adorou provar o bolinho.

E assim se passou o 1º aniversário, o Batismo e um dia maravilhoso com as pessoas que realmente importam para nós!

Sem comentários: